Uncaria tomentosa

Uncaria tomentosa é um membro da família Rubiaceae é nativa da bacia da Amazônia. É amplamente distribuída em diversos países.

No Brasil, Uncaria tomentosa cresce nos estados do Acre, Amapá, Amazonas e Para. A planta é popularmente conhecida como “unha de gato” pela aparência de garra, característica dos seus espinhos. A vasta gama de atividades atribuídas a Uncaria tomentosa é principalmente dada à presença de três frações principais de metabolitos secundários: polifenóis, alcaloides e glicosídeos do ácido quinóvico

Por exemplo, extratos hidroalcoólicos de Uncaria tomentosa com glicósido de ácido quinóvico foram capazes de diminuir o edema da pata em ratos.

Desta forma, pode ser dizer também que a força da ação anti-inflamatória desta planta está relacionada com o trabalho de sinergismos entre seus componentes.

Uncaria tomentosa natural

(DIET
RICH et al., 2015; AQUILAR et al., 2012; HEITZMAN et al., 2005; RIZZI et al., 1993)

Alguns estudos mostraram que compostos presentes na Uncaria tomentosa também podem estar relacionados a outras ações terapêuticas. Por exemplo, glicosídeos de ácido quinóvico também são capazes de inibir infecções virais (AQUINO et al., 1991).

Em estudos, a síntese de TNF-α foi inibida e foi discutido que o principal mecanismo de ação anti-inflamatória da unha-de-gato pode ser uma imunomudulação por supressão da síntese de TNF-α (HEITZMAN et al., 2005; DIETRICH et al., 2015).

Os efeitos anti-inflamatórios e antineoplásicos de Uncaria tomentosa podem ser devido à sua capacidade de reduzir a expressão do fator de transcrição nuclear, fator j potencializador da cadeia leve de células B ativadas (NF –ĸB), um efeito que por sua vez, regula a expressão de fator de necrose tumoral-α.

(DE PAULA et al., 2015)

Indicação e benefícios da Uncaria tomentosa

    • Alto potencial anti-inflamatório;
    • Coadjuvante para terapia artrite reumatoide, lúpus;
    • Propriedade imunomoduladora e imunoestimulante;
    • Tratamento da candidíase;
    • Tratar cistite, gastrite, úlceras gastroduodenais, diabetes, viroses, asma e convalescença;
    • Atividade reparadora tecidual;
    • Tratamentos das inflamações osteoarticulares;
    • Agente antiviral;
    • Ação antiagregante plaquetário;
    • Atividade antioxidante;
    • Capacidade de reduzir liberação de citocinas pro inflamatórias.

Resumos de estudos realizados utilizando Uncaria tomentosa

Estudo

Resultado

Referências

Um estudo in vitro realizou testes com monócitos THP-1 com crescimento em cultura celular, administrando extrato de Uncaria tomentosa em diferentes administrações:  0,40 µg/mL 160 µg/mL ou 320µg/mLO extrato inibiu a secreção de TNF-α em todas as concentrações. A porcentagem de inibição foi de 45%, em 0,40 µg/mL, 80% em 160 µg/mL e 95% na concentração de 320µg/mL .

Os resultados também indicaram que o extrato inibe a ativação de todos os subtipos do fator de transcrição AP-1, e também alguns subtipos de    NF – κB.

ALLEN-HALL et al.,2010

Quarenta pacientes foram incluídos em um estudo randomizado durante 52 semanas. O estudo foi dividido em duas fases, durante a primeira fase (24 semanas, um estudo duplo cego, controlado por placebo), os pacientes foram tratados com o extrato de unha de gato ou placebo. Na segunda fase (28 semanas) todos os pacientes receberam o extrato da planta.Vinte e quatro semanas de tratamento resultou numa redução do número de articulações dolorosas em comparação com o placebo (53,2% versus 24,1%; p = 0,044).

Os pacientes que recebem o extrato apenas durante a segunda fase experimentaram uma redução no número de dor (p = 0,003), articulações inchadas (p = 0,007) e o Índice de Ritchie (p = 0,004) em comparação com os valores após 24 semanas de placebo.

Apenas foram observados efeitos colaterais menores.

MUR et al.,2002

Um estudo in vitro realizou um pré-tratamento com um extrato hidroalcoólico (500 ug / ml) de U. tomentosa em culturas celulares para avaliar a sua eficácia em responder a inflamação.Como resultado o extrato hidroalcoólico teve a capacidade de inibir a COX-1 e COX-2 através da inibição da ativação de NF-kB em células T.

AGUILAR et al., 2002

Ratos foram tratados com o ativo principal de unha de gato (mitraphiyline) 30 mg/kg durante três dias, enquanto o grupo controle recebeu dexametasona 2mg/Kg neste mesmo período. Os ratos foram induzidos a ter resposta inflamatória por injeção de LPS dois dias depois do início do tratamento.

O ativo inibiu cerca de 50% da libertação de interleucinas 1α, 1β, 17, e TNF-α. Esta atividade foi semelhante à dexametasona. Também reduziu cerca de 40% da produção de interleucina 4 (IL-4), enquanto o corticoide não o fez.

Por fim, não mostraram qualquer toxicidade em células nem em macrófagos de ratinho.

ROJAS-DURAN et al., 2012

Referências

Na escrita do post fizemos o uso de algumas referências de literaturas que se encontram neste link Referências post.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp