tratamento da nefropatia

Importância da função renal

Os rins tem papel fundamental no funcionamento adequado do organismo, com síntese de substâncias que são primordiais para diversos órgãos e funções, sendo assim, o tratamento personalizado para nefropatas é uma alternativa relevante e significativa no tratamento da nefropatia.

Primordialmente o rins atuam na eliminação de substâncias tóxicas ao organismo. No paciente acometido por nefropatia há reduzidos ou até mesmo incapacidade do sistema renal em atuar na filtração. Mundialmente cerca de meio milhão de adultos são acometidos por doença renal crônica.

(Riccio; Nuzzi; Pisani, 2014; Breyer; Susztak, 2016; Tomino, 2014)

Como a função renal pode acarretar danos ao organismo

Dessa forma é interessante ter como alternativa  ter tratamentos personalizados para paciente nefropata. A presença de lesão ou danos aos néfrons, tem como resultados deficiência da filtração glomerular com alterações importantes que acarretam um aumento nas concentrações plasmáticas dos resíduos metabólicos.

Reduzida função renal e ineficaz manutenção da homeostase de líquidos, eletrólitos e balanço ácido-base são demandas recorrentes dos pacientes em tratamento da nefropatia.

Fatores estes normalmente ligados a síndrome metabólica, podendo também aumentar o risco para doença cardiovascular (DCV). Hipertensão arterial e Diabetes são fatores relevantes para a progressão da doença renal crônica.

(Tomino, 2014; Riccio; Nuzzi; Pisani, 2014)

Quanto a nefropatia afeta a qualidade de vida do paciente

O paciente nefropata tem impactos significativos na sua qualidade de vida, pois esta condição gera mudanças nos hábitos e no estilo de vida dos indivíduos acometidos pelas alterações no sistema renal, e dessa forma podem promover impactos em órgãos e tecidos.

A doença renal crônica muitas vezes pode ser letal e também levar a perda de capacidade de autocuidado, de executar suas funções e independência. Diversos fatores podem contribuir para a perda de função dos néfrons.

Principalmente elevados níveis de, glicose, colesterol, triglicerídeos, hipertensão arterial, acúmulo de ácido úrico, excesso de gordura abdominal, entre outros hábitos como reduzida ingestão de líquidos e uso de algumas substâncias (drogas, álcool, medicamentos).

(Breyer; Susztak, 2016)

Terapia personalizada no tratamento da nefropatia

O tratamento será direcionado para a causa principal de insuficiência renal, por isso tem-se variadas abordagens terapêuticas. Uma vez instalada a lesão renal e quando esta é identificada. Cuidados e terapêutica deve ser direcionada afim de reduzir, acentuada progressão da lesão e até perda de função consequente.

Recomendações gerais para pacientes nefropatas são mudanças no estilo de vida, entre as quais estão

  • Prática regular de atividade física
  • Perda de medidas e gordura corporal
  • Equilíbrio do balanço acido-base
  • Controle do balanço eletrolítico
  • Reduzida ingestão de proteínas e sódio
  • Ingestão controlada de líquidos (casos crônicos).
(Riccio; Nuzzi; Pisani, 2014; Breyer; Susztak, 2016)

Alternativas terapêutica para tratamento da nefropatia

A terapia personalizada visa a utilização de drogas para tratamento dos distúrbios metabólicos, visando a prevenção da recorrência de cálculos renais induzidas pelas desordens metabólicas. Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia é necessário prevenir e tratar a hiperglicemia, hipertensão arterial, promover redução dos níveis de ácido úrico, manter os níveis ideais de potássio, vitamina D e índices de ferro.

As quantidades e dosagens podem ser feitas sob personalização de acordo com a necessidade de cada paciente. Esse é uma significativa alternativa que a farmácia magistral propícia aos profissionais e pacientes envolvidos com tratamento da nefropatia.

Com uma terapia personalizada para pacientes nefropatas é possível contornar a desregulação e suprir a falta de eletrólitos, vitaminas e minerais  importantes para o funcionamento adequado do organismo.

(Tomino, 2014; Breyer; Susztak, 2016)

Você precisa estar logado para ver este conteúdo.
Após análise do cadastro, a Farmácia Artesanal se reserva no direito de não autorizar o acesso ao conteúdo técnico.
Conforme a RDC23/2008, art. 36 – Para a divulgação de informações sobre medicamentos manipulados é facultado às farmácias o direito de fornecer, exclusivamente, aos profissionais habilitados a prescrever.

Referências

Na escrita do post fizemos o uso de algumas referências de literaturas que se encontram neste link Referências post.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp