Arquivo para perfil lipídico - Farmácia Artesanal Inovação
298
archive,tag,tag-perfil-lipidico,tag-298,qode-quick-links-1.0,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Indicações para o Ômega 3 e os benefícios de cada uso Os ácidos graxos poliinsaturados do Ômega-3 (PUFAs) são conhecidos por aliviar a rigidez e a dor em pacientes com artrite...

Diferentes fitoterápicos com potencial ação para tratar a dislipidemia A dislipidemia pode ser definida como a elevação dos níveis séricos do colesterol, triglicérides, LDL, enquanto os níveis de HDL permanecem baixos....

A hipertensão arterial é o fator de risco modificável mais comum para doenças cardiovasculares. O tratamento da hipertensão reduz substancialmente o risco de insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral e infarto do miocárdio. Mudanças no estilo de vida para ajudar a controlar a pressão arterial elevada incluem perda de peso, exercício, moderação do consumo de álcool e uma dieta baixa em sódio e gorduras saturada, e rica em frutas e legumes (WINTER ET AL., 2013).

A Diabetes Mellitus é uma desordem metabólica causada por insuficiência ou ineficiência à resposta a secreção de insulina, e é caracterizada por elevados níveis de glicose no sangue. Existem três defeitos chaves para o aparecimento de hiperglicemia na DM, o aumento da produção de glicose hepática, diminuição da secreção de insulina, e ação deficiente da insulina. Os fármacos tradicionais para o tratamento da DM agem melhorando a sensibilidade à insulina, aumentando a produção e/ou diminuindo a quantidade de glicose no sangue. A Gymnema sylvestre (GS) age aumentando a secreção de insulina, melhorando a recaptação de glicose pelo tecido adiposo e pela musculatura esquelética, inibindo a absorção de glicose intestinal e inibindo a produção hepática de glicose (PRABHAKAR, et al., 2011).

Síndrome Metabólica

O Psyllium é um suplemento de fibras bastante utilizado e bem tolerado, além de possuir vários benefícios. Um trabalho publicado por Pal e colaboradores (2012) mostra, em sua revisão, que os benefícios do Psyllium melhoram os níveis de glicose e a resposta à insulina, pressão arterial, bem como o perfil lipídico em animais e seres humanos, reduzindo os fatores de risco metabólicos.

Sabe-se que, apesar da terapêutica com estatinas oferecer bons resultados aos pacientes hipercolesterolêmicos, ainda existem significativos níveis de insucesso em se atingir e manter os valores ideais de LDL-colesterol preconizados pelos Consensos Nacionais e Internacionais, principalmente nos pacientes portadores de comorbidades (FURMAN, 2011). Por isso a associação entre Ezetimiba e Estatinas para alcançar melhores resultados é importante.