Arquivo para hiperpigmentação - Farmácia Artesanal Inovação
790
archive,tag,tag-hiperpigmentacao,tag-790,qode-quick-links-1.0,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Faça o download do arquivo no link abaixo e saiba mais sobre o assunto. [UAS_loggedin hint="" ex=""] Conteúdo & Fórmulas de Hidroquinoa e Ácido Tranexâmico para Melasma [/UAS_loggedin] [UAS_guest hint="" in="" admin="0"] Você precisa estar logado...

Tratamentos de melasma com Sepwhite (Undecilenoil fenilalanina)

Entre os Tratamentos de melasma circula o N-undecil-10-enoil-L-fenilalanina (Sepiwhite) é um antagonista do receptor do hormônio estimulante de alfa-melanócito (MSH), e tem sido observada, em ensaios in vitro, uma redução da produção de melanina em melanócitos em cultura, por este ativo. Em outro ensaio, a niacinamida foi encontrada para inibir a transferência de melanossoma em células em cultura e para reduzir o aparecimento de manchas hiperpigmentadas em estudos clínicos. Uma vez que estes dois ativos funcionam por diferentes mecanismos, foram feitos dois estudos para determinar se a combinação de Sepiwhite e niacinamida é mais eficaz do que a niacinamida isolada, na redução da hiperpigmentação facial. Para tal, foram feitos dois estudos duplo-cegos, conduzidos por 10 semanas em mulheres. No primeiro, dois grupos de mulheres aplicaram uma das duas formulações em emulsão, em lados opostos da face: um veículo controle de um lado da face e Niacinamida 5% do outro lado, ou Niacinamida 5% de um lado e Sepiwhite 1% associado a Niacinamida 5% do outro. No segundo estudo, as mulheres aplicaram um das 3 formulações, em todo o rosto: veículo controle, Niacinamida 5% ou Sepiwhite 1% associada e Niacinamida 5%. Em todos os estudos, as manchas foram avaliadas, quantitativamente, nas semanas 4 e 8 do tratamento. Os resultados mostram que em ambos os estudos, a formulação combinada foi significativamente mais eficaz que o veículo, e que a niacinamida isolada, com significativa redução da aparência da hiperpigmentação em 8 semanas (BISSET, et al., 2012).