Profilaxia da migrânea - Mulher com dor de cabeça

A migrânea é caraterizada por dor de cabeça associada a luz ou a barulho

Sugere-se que seja genético para aparecimento dessa condição clínica. As migrâneas aparecem por uma diminuição do fluxo sanguíneo cerebral ocasionando uma alteração na atividade nervosa da região, promovendo sensibilidade do cérebro à luz, sons e a visualização de pessoas ou objetos em movimentos.

Pode acontecer numa área especifica do cérebro chamado de sistema vestibular, podendo ocasionar tontura, sensibilidade ao movimento, ou desequilíbrio. A Profilaxia da migrânea age nos principais sintomas.

A migrânea pode aparecer isolada ou associada à tontura, o mal estar da tontura pode ser antes, durante ou após a dor de cabeça, ou na ausência da dor de cabeça, estes sintomas podem ser com duração de horas ou até dias. Também pode aparecer por um estímulo específico, estresse, determinados alimentos, cigarros, nível baixo de açúcar ou mudanças hormonais podem ser seus estimuladores.

Na terapia com potencial melhora dos sintomas da migrânea associada a vertigem está inserido o uso de propranolol e venlafaxina como terapia profilática.

(SMITH, 2010; SALVIZ et al., 2016)

Uso de propanolol e venlafaxina

A terapêutica para tratar a migrânea está relacionado com modificações no estilo de vida. Isso implica evitar o consumo de alimentos que tem potencial para desencadear os sintomas como cafeína, chocolate, queijo, vinho e comidas com glutamato monossódico e o uso de propranolol e velanfaxina.

O propranolol é um bloqueador não seletivo dos receptores beta-adrenérgicos e compete especificamente com estimulantes dos receptores beta-adrenérgicos pelos sítios receptores disponíveis. Quando o propranolol conseguem se ligar aos receptores induz a melhora dos sintomas da migrânea vestibular, onde as respostas cronotrópica, inotrópica e vasodilatadora são proporcionalmente diminuídas.

A venlafaxina é um antidepressivo e sugere-se que seu o seu mecanismo de ação está relacionado com a potencialização de sua atividade neurotransmissora no sistema nervoso central (SNC). Potente inibidor da recaptação neuronal de serotonina e norepinefrina e inibidores fracos da recaptação de dopamina.

(HILTON & SHERMETARO, 2019; SALVIZ et al., 2016)

Você precisa estar logado para ver este conteúdo.
Após análise do cadastro, a Farmácia Artesanal se reserva no direito de não autorizar o acesso ao conteúdo técnico.
Conforme a RDC23/2008, art. 36 – Para a divulgação de informações sobre medicamentos manipulados é facultado às farmácias o direito de fornecer, exclusivamente, aos profissionais habilitados a prescrever.

Referências

Na escrita do post fizemos o uso de algumas referências de literaturas que se encontram neste link Referências post.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp