Miodesin

Fitocomplexo com potente ação antioxidante e anti-inflamatória para tratamento não-hormonal da miomatose uterina

Tratamento da miomatose e endometriose com Miodesin

A princípio, o tratamento dessas anormalidades no organismo feminino dá-se por meio do uso de terapia hormonal ou remoção cirúrgica. Porém, a utilização de anti-inflamatórios também é feita para alívio da sensação incomoda e da dor com o uso de Miodesin.

Durante as diferentes fases da vida da mulher, podem ocorrer diversas modificações hormonais, sendo condições fisiológicas e intrínsecas ao organismo feminino. Porém, anormalidades podem acometer o organismo e alguns tecidos específicos devido a presença de hormônios, como é o caso dos miomas.

Os processos inflamatórios ativam a expressão de moléculas que atuam na redução da resposta inflamatória. Essa resposta possui a ativação de citocinas, espécies reativas ao oxigênio (ROS) e espécies reativas ao nitrogênio (RNS). Além disso, a liberação mediada por lipolissacarídeos (LPS) está associada a processos inflamatórios crônicos e agudos.

(Oliveira & Vieira, 2020; De Paula et al., 2015)

Conhecido também como fibromas uterinos, são tumores pélvicos sólidos, benignos com dependência de estrogênio, localizados no miométrio. Geralmente, essa anormalidade acomete mulheres jovens em idade reprodutiva. Seus sintomas estão relacionados à localização, quantidade (número), e tamanho dos miomas, podendo ser identificado como sintoma clínico:

  • Sangramento fora do período menstrual (menorragia);
  • Desconforto pélvico, queixa de cólica antes ou durante o ciclo menstrual (dismenorreia);
  • Dor no ato da relação sexual (dispareunia).

Por sua vez, a endometriose é caracterizada pelo crescimento do tecido que reveste o útero, podendo estar presente também nas trompas, nos ovários e nas tubas uterinas. Sendo assim, seus sintomas característicos são dores e cólicas pélvicas, além disso, alteração da menstruação (cilos irregulares e até mesmo alteração na intensidade do fluxo menstrual.

(Maia et al., 2018)

Miodesin alternativa terapêutica não-hormonal para tratar miomatose

O Miodesin é um fitocomplexo que atua no bloqueio de sistemas enzimáticos indutores da cascata inflamatória, com inibição seletiva de cicloxigenase 2 (COX-2).

Além de conseguir impedir o crescimento tumoral e a metástase celular, prevenindo o aparecimento de tumores, ele inibe citocinas pró-inflamatórias e consegue exercer uma potente ação anti-inflamatória sobre o endométrio, aliviando os sintomas incômodos da endometriose.

Contudo, os benefícios do Miodesin vão além do tecido uterino, sendo uma alternativa terapêutica não hormonal para tratar miomas. Ele exerce ação antitumoral, atividade imunoestimulante, agente antioxidante. Além disso, é uma suplementação que possibilita o tratamento da endometriose, aliviando a dor e reduzindo a inflamação tecidual.

(Oliveira & Vieira, 2020; Maia et al., 2018)

Sua utilização permite administração diretamente na mucosa vaginal ou por via oral, com resultados satisfatórios no alívio dos sintomas e desconfortos.

Evidência I

De acordo com Oliveira e Vieira (2020) um estudo epigenético com Miodesin™ demonstrou ser efetivo na redução de marcadores inflamatórios, como interleucinas, fator de necrose tumoral alfa (TNF-α), quimiocinas e óxido nítrico (NO).  Miodesin™ não atua somente na atividade anti-inflamatória, mas também com propriedades antioxidantes, função importante na redução de ROS.

Figura 1- Resultados do Miodesin™ na redução de moléculas inflamatórias

 Miodesin

Resultados sobre a inflamação após uso de Miodesin

Resultados sobre a inflamação após uso de Miodesin

Fonte: Oliveira & Vieira, 2020

Evidência II

Gráfico 2- Comparação dos efeitos de redução do volume do útero após de uso de gestrinona (grupo A),  gestrinona + Miodesin™ (grupo B) e Miodesin™ isolado (grupo C) em 2 meses de tratamento

Após o segundo mês de tratamento os resultados foram significativos na redução do volume uterino, sendo grupo A 30%, grupo  B 34% e grupo C 24%. Os resultados foram significativamente aumentados quando houve associação da gestrinona e 30%,34%  e 24%

Gráfico 3- Efeitos do uso de Miodesin™ e Gestrinona em 3 grupos comparando antes do tratamento e após 1 e 2 meses de uso da terapia.

As pacientes obtiveram redução da dor nos 3 tratamentos, sendo os resultados significativos após 2 meses, principalmente com o uso de Miodesin™.

Gráfico 1-O uso de Miodesin™ promoveu redução significativa da dor quando comparado antes e após 2 meses do tratamento.

Porcentagem de pacientes que tiveram melhora da dor após 2 meses de uso da terapêutica com os 3 opções de tratamento,  a redução da dor foi reduzida tanto no tratamento com a gestrinona quanto no tratamento com Miodesin™ ou quando ambos foram associados.

Fonte: Maia et al., 2018

Você precisa estar logado para ver este conteúdo.
Após análise do cadastro, a Farmácia Artesanal se reserva no direito de não autorizar o acesso ao conteúdo técnico.
Conforme a RDC23/2008, art. 36 – Para a divulgação de informações sobre medicamentos manipulados é facultado às farmácias o direito de fornecer, exclusivamente, aos profissionais habilitados a prescrever.

Referências

Na escrita do post fizemos o uso de algumas referências de literaturas que se encontram neste link Referências post.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp