Minoxidil - Homem com calvície inicial

O uso de minoxidil oral melhora reduz a queda capilar, aumenta densidade e diâmetro do fio sendo também uma alternativa aqueles que não responderam ao uso da solução tópica de minoxidil.

Incômodo com a queda capilar

Embora a alopecia, ou simplesmente perda capilar, cause muito incômodo em homens e mulheres quando se trata da aparência, afetando sua autoestima. O uso de minoxidil oral para queda capilar tem sido uma alternativa promissora para aumento de novos fios, bem como da densidade capilar.

(Tsuboi et al., 2009; Goren & Naccarato, 2018)

Queda capilar além do couro cabeludo

Com efeito a perda capilar pode afetar e também levar a consequentes mudanças em fatores emocionas daqueles que são afetados por ela. Ainda mais prejudicial pode também aparecer não apenas na área capilar, mas também nos cílios, sobrancelha e até mesmo na barba.

(Goren & Naccarato, 2018)

Efeitos da alopecia androgênica

De certo a alopecia androgenética é uma desordem dermatológica que aparece devido a fatores genéticos. Desse modo, não se tem controle sobre ela, e a mesma pode afetar o bem-estar do indivíduo. Ademais, o tratamento com minoxidil oral para perda capilar promoveu redução da queda capilar bem como melhora de seu estado emocional.

O uso de minoxidil oral não somente atua na melhorou da alopecia androgenética, uma vez que é reestabelecida ou aumentada a quantidade de novos fios como também a densidade capilar, mas também pode melhorar a alopecia de diferentes etiologias em homens e também em mulheres.

(Soraya et al., 2015; Perera & Sinclair, 2017)

Desafios da terapêutica da queda capilar

Embora possa apresentar variados desafios para o alcance de resultados promissores na terapêutica para redução da perda capilar e dessa forma ser assertiva e com resultados satisfatórios, é necessário o uso regular e manutenção adequada para resultados significativos.

(Almohanna et al., 2018; Sinclair 2017)

Minoxidil oral X Solução tópica de minoxidil contra queda capilar

Inegavelmente, o minoxidil oral tem sido apontado como uma excelente opção terapêutica para o tratamento da alopecia androgenética, comumente presente em homens e mulheres.

Similarmente, a solução tópica de minoxidil apresenta resultados significativos na terapêutica de redução da perda capilar. Eventualmente, a solução pode apresentar baixa taxa de resposta ao tratamento bem como reações adversas incômodas ao uso da solução tópico.

(Goren & Naccarato, 2018; Sinclair 2017

Inconvenientes do uso da solução tópica de minoxidil

Inegavelmente, vem se apresentando como uma excelente opção não só para aqueles indivíduos que não se adaptaram como também para aqueles que não querem fazer uso da solução tópica, pois a mesma mostra-se inconveniente bem como incômoda com a aplicação tópica.

(Tsuboi et al., 2009; Goren & Naccarato, 2018)

Minoxidil oral é uma alternativa para aqueles que não tiveram resposta ao uso da solução tópica de minoxidil.

Propriedades do minoxidil oral contra a queda capilar

Todavia, o minoxidil é originado a partir da piperidinopirimidina, sendo um potente vasodilatador arteriolar. Normalmente é biotransformado pela sulfotransferase expressa na bainha radicular externa dos folículos pilosos presente em sua forma ativa, sulfato de minoxidil, responsável por promover o crescimento e regeneração dos folículos capilares.

Sobretudo sua descoberta e atuação no tratamento da alopecia deve-se a uma reação adversa que causou hipertricose (crescimento excessivo de pelos), quando utilizado como vasodilatador em pacientes hipertensos.

(Almohanna et al., 2018)

Mecanismo de atuação do minoxidil oral na queda capilar

Em síntese o minoxidil é originado a partir da piperidinopirimidina, sendo um potente vasodilatador arteriolar. Dessa forma seu mecanismo de ação no crescimento capilar está envolvido com a vasodilatação e estímulo da vascularização do couro cabeludo.

Como resultado promove aumento de fluxo sanguíneo como também mudanças na área interna ações do folículo capilar por meio da angiogênese, tornando os folículos capilares maiores.

(Farghihi et al., 2018; Dhurat et al., 2017)

Crescimento de novos fios e também densidade capilar

Similarmente, o minoxidil oral pode também atuar na extensão da fase anágena do ciclo capilar e com efeito consegue também aumentar  desenvolvimento, crescimento e espessura dos fios.

Conforme a terapêutica é estabelecida, bem como também a adesão ao tratamento, o minoxidil oral pode levar resultados promissores no tratamento da perda capilar de diferentes desordens.

(Tsuboi et al., 2009; Hsu et al., 2014; Goren & Naccarato, 2018; Perera & Sinclair, 2017)

Promissores resultados do minoxidil sobre o ciclo capilar

Em síntese estudos apontam que o minoxidil age em diferentes fases do ciclo do cabelo, estendendo a fase anágena (crescimento) tendo como resultado melhora do desenvolvimento bem como maior comprimento e espessura dos folículos pilosos.

Por conseguinte a fase telogéna (maturação) é encurtada o que leva a maior diâmetro, espessura e peso do cabelo.  Com a finalidade de uma manutenção assertiva para contínua progressão dos resultados é importante manter ainda o uso de doses para manutenção.

(Farghihi et al., 2018; Dhurat et al., 2017; Olse et al., 2005)

Possíveis reações adversas

De acordo com Sinclair (2017), o uso de minoxidil por via oral mostrou significativa melhora na densidade capilar na maioria das mulheres avaliadas.

Em contrapartida os efeitos adversos estão relacionados a dose, sendo por isso na maioria das vezes utilizado baixas doses que é bem tolerado pelos pacientes. Como resultado foi apontado que as pacientes notaram redução na queda de cabelo a parti de 3 meses e um aumento na densidade do cabelo aos 6 meses.

Algumas das principais  reações adversas ao uso de minoxidil oral para queda capilar

  • Hipertricose facial (excesso de crescimento de cabelos bem como de pelos em outras partes do corpo)
  • Edema (principalmente de membros inferiores)
  • Alterações cardíacas (taquicardia, hipertensão, alterações no ECG)
  • Hipotensão postural.
(Fabbrocini et al., 2018; Almohanna et al., 2018; Sinclair, 2017)

Minoxidil oral torna-se uma alternativa promissora para pacientes que desenvolveram, irritação e dermatite de contato no couro cabeludo.

Principais indicações de minoxidil oral

  • Promove crescimento rápido e extenso
  • Indivíduos que não responderam ao tratamento com minoxidil uso tópico
  • Pacientes que não querem fazer uso da solução tópica
  • Aqueles que tiveram consideráveis irritações ao uso tópico de minoxidil.
(Rossi et al., 2012; Shorter et al., 2008; Fabbrocini et al., 2018)

Benefícios do uso de minoxidil oral para queda capilar

  • Promove crescimento de novos fios
  • Pode tratar desordens capilares de diferentes etiologias
  • Aumenta abertura de folículos pilosos no couro cabeludo
  • Retarda a perda de fios.
(Rossi et al., 2012; Goren et al., 2018)

Contraindicação do minoxidil oral

  • Pacientes que já estejam com alteração cardíaca
  • Deve-se monitorar ao longo do tratamento pressão arterial, eletrocardiograma e frequência cardíaca
  • Mulheres grávidas e amamentado.
(Rossi et al., 2012; Kanti et al., 2017)

Uso de minoxidil oral para queda capilar induzida por quimioterapia

Conforme um estudo reportaram um caso de alopecia induzida por quimioterapia aonde a paciente teve resultado perceptíveis com o uso de minoxidil oral 1 mg ao dia inicialmente por 6 semanas de tratamento, estendendo-se por 16 meses.

Como resultado

  • Com efeito o uso de minoxidil oral após 1 ano de terapia, o crescimento capilar prosseguiu, apresentando recuperação e quantidades significativas de novos fios
  • Ademais com aumento do número de folículos em crescimento e também alongamento do fio, foi continuado no segundo ano. O crescimento acelerado após 16 meses de tratamento está fortemente associada a resposta induzida pelo minoxidil oral.
(Yang; Thai, 2015)

Figura – (1) perda capilar antes da terapia e (2) resultados após 16 meses de tratamento com minoxidil oral

queda capilar

Fonte: Yang; Thai, 2015

Minoxidil oral para queda capilar de origem androgênica

Em síntese em um estudo com 30 homens portadores de alopecia androgênica (AGA) com idade de 38 anos com histórico médico de cerca de 10 anos com a perda capilar. Por conseguinte foram tratados com minoxidil 5 mg diariamente por cerca de 6 meses.

Foi apontado como resultado

Em virtude do uso de minoxidil oral houve aumento significativo do crescimento de novos fios em contrapartida significativos resultados foram percebidos entre 12 a 24 semanas nos pacientes analisados. Não apenas no início, mas principalmente no período de 3 a 6 meses de tratamento houve

  • Em suma houve aumento e mudanças na haste capilar
  • Com efeito houve maior número de fios.
(Soraya et al., 2015)

Promissores resultados com o minoxdil oral

De acordo com os dados informados, os resultados mostraram eficácia do tratamento, e dessa forma pôde reverter o processo de miniaturização do folículo capilar com significativo aumento no número de fios terminais e diminuição de fios tipo velo. o tratamento pode ser estendido por até um ano e a manutenção deve se feita para melhores resultados.

(Soraya et al., 2015; Almohanna et al., 2018; Sinclair, 2017;Yang; Thai, 2015)

Você precisa estar logado para ver este conteúdo. Após análise do cadastro, a Farmácia Artesanal se reserva no direito de não autorizar o acesso ao conteúdo técnico. Conforme a RDC23/2008, art. 36 – Para a divulgação de informações sobre medicamentos manipulados é facultado às farmácias o direito de fornecer, exclusivamente, aos profissionais habilitados a prescrever.

Referências

Na escrita do post fizemos o uso de algumas referências de literaturas que se encontram neste link Referências post.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp