fbpx
Luminecense - laranja

Luminecense, vitamina C 100% estabilizada para uso inn & out, com potencial efeito sobre a textura, luminosidade e antioxidante no tecido cutâneo.

Propriedades da vitamina C no tecido cutâneo

De acordo com a fisiologia já conhecida a pele tem em sua composição duas camadas (figura 1), camada epidermal, aonde está contidas altas camadas celulares e por conseguinte integra a função de barreira, já a camada da derme relaciona-se com a elasticidade e por conseguinte promove suporte a epiderme.

Inegavelmente o tecido cutâneo  normalmente possui altas concentrações de vitamina C, e esta tem suas funções bem estabelecidas, no estímulo da síntese de colágeno e bem como na fotoproteção e efeito antioxidante, reduzindo os efeitos danosos provocados pela radiação UV. De acordo com os efeitos notáveis da vitamina C na saúde cutânea, a suplementação com Luminecense pode  atuar não apenas por via oral, como também por via tópica a fim de promover seus efeitos no organismo.

(Pullar et al., 2017)

Figura 1- Estrutura da derme e epiderme

Fonte: Pullar et al., 2017

Vitamina C

As deficiências de vitamina C pode desencadear fragilidade, dificuldade de cicatrização, escorbuto e desordens de pele, podendo ainda aparecer dificuldade e anormalidade na síntese de colágeno e na diferenciação dos queratinócitos. Adicionalmente a vitamina C pode atuar nas defesas antioxidantes e com efeito reduzir os danos causados pela exposição a raios UV.

Todavia o Luminecense também é conhecido como ácido L-ascórbico, e sua atuação como agente redutor antioxidante está ligada ao fornecimento de elétrons a enzimas que requerem íons metálicos reduzidos. Primordialmente a vitamina C age na biossíntese de colágeno como cofator para as enzimas prolil e lisil hidroxilases.

Comumente utilizada em formulações de uso tópico, todavia a sua instabilidade muitas vezes impede uso tópico, por causar oxidação. Em vista disso, o uso Luminecense, impede a oxidação, uma vez que é uma molécula 100% estabilizada e ainda apresenta benefícios na textura, luminosidade e elasticidade cutânea, com efeito o Luminecense pode ser considerado uma alternativa ao uso da vitamina C comum.

(Pullar et al., 2017; Literatura técnica do fornecedor: Biodiversite; Hannesschlaeger & Pohl, 2018; Caritá et al., 2019)

Diferenciais e propriedades exclusivas do Luminecense

De acordo com as características presentes na molécula de Luminecense, vitamina C 100% estabilizada, não iônica, com caráter anfifílico e desse modo leva a 100% de estabilidade. No entanto, devido a suas características  a molécula de Luminecense passa a possuir maior estabilidade em soluções aquosas, além disso, possui a capacidade de atuar como umectante e hidratante, despontando resultados significativos quando inserido nas formulações de uso tópico nos diversos direcionamentos terapêuticos.

Visto que o Luminecense possui excelente capacidade de absorção, dessa forma, seu uso possibilita maior biodisponibilidade de ácido ascórbico quando comparado a vitamina C comum (ácido ascórbico) (figura 2) e ainda com efeito pode exercer seus efeitos benéficos sobre o tecido cutâneo (Literatura técnica do fornecedor: Biodiversite).

Figura 2- Análise da quantidade de ácido ascórbico disponível nas moléculas de ácdio ascórbico e Luminecense

luminesence e ác. ascorbico

Fonte: Literatura técnica do fornecedor: Biodiversite

Diferenciais e propriedades exclusivas da molécula de Luminecense

  • Com efeito aumenta a proliferação de fibroblastos, estimula a síntese de colágeno, bem como de elastina nas camadas da derme;
  • Reduz a aparência de  linhas de expressão e tamanho dos poros;
  • Elevada permeação até a derme;
  • Ação antiaging e fotoproteção;
  • Proteção contra danos causados por radiação solar e atividade antioxidante;
  • Promove melhorias na absorção e biodisponibilidade de ácido ascórbico;
  • Coadjuvante na inibição da melanogênese, e por conseguinte atua com ação despigmentante no tratamento de manchas;
  • Permite aumento da luminosidade cutânea.
(Fujimoto et al., 2014;Caritá et al., 2019)

Indicação e benefícios

  • Rejuvenescimento;
  • Melhora textura e elasticidade cutânea ;
  • Eleva a luminosidade;
  • Redensificação do tecido cutâneo;
  • Fotoproteção;
  • Tratamento de hiperpigmentações;
  • Efeito antioxidante.
(Fujimoto et al., 2014; Caritá et al., 2019)

Evidencias

Os resultados apontados a seguir foram obtidos com uso de gel tópico com Luminecense a 6% aplicado duas vezes ao dia por período de 60 dias.

Luminecense reduz aspecto de hiperpigmentação e linhas de expressão.

hiperpigmentação reduzida

 

O uso de Luminecense reduziu manchas hiperpigmentadas e sintomas da rosácea

reduz rosacea e mancha hiperpigmentada

 

A aplicação tópica de Luminecense  a 6% propiciou redução no tamanho dos poros e no aspecto da pele acometida por acne vulgaris

acne e poros

Fonte: Literatura técnica do fornecedor: Biodiversite

O tecido cutâneo fica exposto a diversas situações que causam impactos nas condição de saúde da pele, fatores como idade, exposição a luz UV, nutrição e hábitos saudáveis. Dessa forma, os impactos podem ser percebidos com o passar do tempo, sendo necessário suplementação para melhorar a saúde da pele. A suplementação com Luminecense (vitamina C 100% estabilizada) tendo em vista a possibilidade levar seus benefícios ao organismo como um todo, sendo sua administração possível não apenas por via oral e mas também por via tópica.

(Hannesschlaeger & Pohl, 2018; Caritá et al., 2019)
Faça o download do arquivo no link abaixo e saiba mais sobre o assunto.

Você precisa estar logado para ver este conteúdo.
Após análise do cadastro, a Farmácia Artesanal se reserva no direito de não autorizar o acesso ao conteúdo técnico.
Conforme a RDC23/2008, art. 36 – Para a divulgação de informações sobre medicamentos manipulados é facultado às farmácias o direito de fornecer, exclusivamente, aos profissionais habilitados a prescrever.

Referências

Caritá, A. C., Santos, B. F., Shultz, J. D., Michniak-Kohn, B., Chorilli, M., & Leonardi, G. R. (2019). Vitamin C: One compound, several uses. Advances for delivery, efficiency and stability. Nanomedicine: Nanotechnology, Biology and Medicine, 102117.

Fujimoto, T; Takeshi, N; Masato, Y; Shinobu, I; Hitosni, M; Hideko, K. (2014). Effects of a novel vitamin C derivate Luminecense after treatment of fractional CO2 laser in Asian patients. Science Tecn. Med.

Hannesschlaeger, C., & Pohl, P. (2018). Membrane permeabilities of ascorbic acid and ascorbate. Biomolecules, 8(3), 73.

Literatura técnica do fornecedor: Biodiversite.

Pullar, J. M., Carr, A. C., & Vissers, M. (2017). The roles of vitamin C in skin health. Nutrients, 9(8), 866.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google