Imunomodulação-do-Sistema-Imune

Imunomodulação do sistema imune para uma resposta eficaz que pode atuar na prevenção e na redução de infecções das vias respiratórias.

A imunodulção imune pode ser estimulado para produzir uma resposta adequada e eficaz contra a infeção por diferentes patógenos. Moléculas como, probióticos e paraprobióticos (Bio-MAMPS) e nutracêuticos (Epicor, colostro bovino e nucleotides) podem levar ao estímulo da suplementação para reforço da imunidade.

Todavia, a imunomodulação do sistema imune pode não só propiciar elevada resposta do organismo às infeções, bacterianas, virais e fúngicas, como também, benefícios quando há redução na duração e intensidade dos sintomas, elevando a imunidade.

Afim de ter esses benefícios a suplementação com Epicor devido a sua rica composição com diferentes substâncias, pode ter impacto na duração de sintomas da gripe e resfriado e na modulação da resposta inflamatória.

(Moyad et al., 2010; Bagwe et al., 2015; Sugawara et al., 2016)

Diferentes nutracêuticos e suas propriedades

Nutracêuticos como, colostro bovino, nucleotides e Bio-MAMPS podem promover modulação da resposta imune por meio de sua ação no estímulo da produção de anticorpos e de células com potencial citotóxico (linfócitos T e células Natural Killer (NK). Outra propriedade dos imunomoduladores pode ser a redução de citocinas inflamatórias, e estímulo da proliferação de linfócitos T e células Natural Killer (NK).

Essas moléculas podem ou não ser associadas a outras moléculas de diferentes propriedades, tendo em vista, potencializar seus efeitos.  Além de sua atuação na imunomodulação do sistema imune estes suplementos podem estimular também  melhora da função e metabolismo intestinal devido a sua atividade moduladora e também prebiótica.

(Silva et al., 2019; Van Hooijdonk et al., 2000; Hawkes et al., 2005; Sugawara et al., 2016)

Colostro Bovino

O colostro bovino é um suplemento obtido através da primeira excreção de leite das mamas num período de 24 a 48 horas após o parto. O colostro, normalmente possui, uma composição balanceada a fim de promover a saúde e manutenção do organismo que o recebe á uma ótima suplementação para reforço do sistema imune.

Certamente, sua composição possui, anticorpos, vitaminas (A, D, B12 e E), aminoácidos e óleos essenciais, minerais e principalmente moléculas que atuam através de atividade bactericida (lactoferrina, lisoenzima e lactoperoxidase).

(Bagwe et al., 2015; Silva et al., 2019)

Propriedades do colostro bovino

Primordialmente o colostro possui  não só a capacidade para estimular o sistema imune, mas também consegue a atuar sobre outras desordens do organismo (doenças crônicas e alérgicas), infecções bacterianas e virais, dessa forma pode ainda atuar na homeostase para uma resposta imune eficiente, dessa maneira atua na imunorregulação do timo.

Primordialmente, permite equilíbrio da produção e resposta através de linfócitos T, por conseguinte pode  ainda exercer considerável modulação dos processos inflamatórios (citocinas e radicais livres). Semelhantemente, a imunomodulação do sistema imune ainda pode contribuir para uma resposta bacteriana e viral  eficaz, já que, consegue exercer atividade sobre a composição estrutural dos microrganismos.

(Bagwe et al., 2015; Silva et al., 2019; Van Hooijdonk et al., 2000; Ahnfeldt et al., 2019)

Mecanismo de atuação sobre patógenos

Primordialmente tem atuação sobre a resposta antibacteriana e viral, por meio da presença de lisozimas (lactoferrina e lactoperoxidase) a fim de reduzir a presença de patógenos no organismo.

Por consequência, a lactoperoxidase pode atuar sobre o peptideoglicano bacteriano, permitindo a quebra deste. Semelhantemente a lactoferrina possui ação tóxica sobre algumas bactérias gram-negativas e gram-positivas. Pode exercer efeito antiviral, antibacteriano e antifúngica, a fim de reduzir quandro de infecções.

Além disso, foi apontado também seu potencial para atuar na melhora da integridade da mucosa intestinal, através de sua ação antimicrobiana sobre o trato digestivo de pacientes com vírus da imunodeficiência humana (HIV), bem como atividade antiviral sobre a infecção por rotavírus.

(Bagwe et al., 2015; Van Hooijdonk et al., 2000; Hess & Greenberg, 2012)

Benefícios do Colostro Bovino

  • Fortalece o metabolismo e função intestinal;
  • Potente efeito na imunomodulação;
  • Melhora função, permeabilidade e imunidade intestinal;
  • Maior resistência a infecções bacteriana;
  • Estimula resposta por anticorpos.
(Van Hooijdonk et al., 2000; Bagwe et al., 2015; Ahnfeldt et al., 2019)

Indicação

  • Pode atuar no tratamento de infecções bacterianas e virais;
  • Permite ser coadjuvante no tratamento de doenças inflamatórias;
  • Participa ter benefícios na terapêutica para tratar doenças inflamatórias intestinais;
  • Coadjuvante para tratamento de doenças alérgicas.
(Bagwe et al., 2015; Ahnfeldt et al., 2019; Van Hooijdonk et al., 2000)

Nucleotides

Todavia os nucleotides possuem em sua composição bases nitrogenadas, pois estes são primordialmente componentes do corpo humano e integra diversos processos do organismo. Além disso, não só consegue atuar na integridade e melhora da permeabilidade intestinal, mas também  na modulação do sistema imune.

A suplementação com nucleotides permite a imunomodulação da resposta imune do organismo frente a infecções uma vez que consegue aumentar atividade de células NK. De acordo com dados da literatura, a suplementação com nucleotides demonstrou significativo aumento na produção de células mononucleares, bem como imunomodulação do sistema imune, podendo responder positivamente contra as infecções.

(Hawkes et al., 2005; Kulkarni et al., 1994; Hess & Greenberg, 2012)

Mecanismo de ação

De acordo a literatura outra atuação sugerida dos nucleotides seria a elevação da proliferação e resposta mediada por linfócitos T e com efeito induzir aumento na produção de células T-helper (Th) na resposta inicial. Além disso, ainda aumenta a resposta mediada por anticorpos e linfócitos, estimulando maior produção destes e desse modo ainda atuar na supressão de citocinas pró-inflamatórias.

Dessa forma, os nucleotides podem ter a capacidade de modular a liberação e proliferação de linfócitos e por conseguinte pode ainda desencadear modulação da resposta imune por meio de anticorpos.

(Hawkes et al., 2005; Kulkarni et al., 1994; Gil, 2002)

Benefícios do Nucleotides

  • Regula metabolismo celular e energético;
  • Estimula atividade e função de células Natural Killer;
  • Modulação da microbiota intestinal;
  • Promove homeostase da resposta inflamatória;
  • Reduz processos inflamatórios e estresse oxidativo;
  • Otimiza produção e maturação de células do sistema imune (linfócitos T e células NK);
  • Induz proliferação e diferenciação de linfócitos e de células NK.
(Kulkarni et al., 1994; Hess & Greenberg, 2012; Hawkes et al., 2005)

Indicação

  • Auxilia na homeostase da resposta inflamatória;
  • Reduz processos e eventos inflamatórios e estresse oxidativo;
  • Pode atuar na prevenção de infecções;
  • Pode atuar na redução da incidência de infecções;
  • Coadjuvante para estimular a composição da microflora intestinal.
(Hawkes et al., 2005; Greenberg, 2012; Kulkarni et al., 1994; Gil 2002)

Epicor

Epicor é derivado de Saccharomyces cerevisiae, além de possuir excelente propriedade antioxidante, tem em sua composição uma associação de moléculas como, metabólitos, vitaminas, minerais, oligossacarídeos, ácidos orgânicos, moléculas antioxidante e β-glucanas. Todavia o uso de Epicor demonstrou aumento na defesa imunológica por meio da imunomodulação.

Embora a suplementação com Epicor permite uma maior atividade de células NK e linfócitos T, tendo como resultado, aumento da resposta citotóxica. A suplementação com Epicor pode promover a imunomodulação da resposta imune.

(Jensen et al., 2011; Jensen et al., 2008)

Mecanismo de ação

De acordo com dados da literatura a suplementação com Epicor pode ser uma alternativa para melhorar a resposta do organismo frente a infecções. Com efeito o uso de Epicor demonstrou favorecer a resposta imune frente a infecções virais ou bacterianas e ainda auxiliar no tratamento de doenças alérgicas e das vias respiratórias.

Dessa forma o uso de Epicor pode permitir também a modulação e na produção de imunoglobulinas (IgA, IgG e IgE). Devido as suas propriedades, o Epicor também demonstrou efeito anti-inflamatório bem como, atividade sobre a produção e atividade de células T regulatórias. Devido a sua composição, com efeito o  Epicor pode atuar na atividade imunomoduladora do sistema imune, uma vez que, consegue induzir a homeostase de citocinas inflamatórias.

Como resultado o Epicor foi benéfico na redução de sintomas da rinite alérgica, e com efeito pode propiciar a proteção das mucosas e reduzir a duração dos sintomas da gripe e resfriado, uma vez que, conseguiu reduzir congestão nasal, rinorréia e secreção nasal.

(Jensen et al., 2008; Moyad et al., 2010)

Benefícios do Epicor

  • Imunomodulação;
  • Fortalece o sistema imune para uma resposta eficaz;
  • Estimula atividade das células Natural Killer e linfócitos T;
  • Potente efeito antioxidante;
  • Reduz a expressão de citocinas pró-inflamatórias.
(Jensen et al., 2011; Jensen et al., 2008; Moyad et al., 2010)

Indicação

  • Pode atuar na prevenção e alívio de doenças alérgicas, resfriados e gripes;
  • Melhora saúde e proteção das mucosas;
  • Diminui os sintomas da rinite alérgica;
  • Reduz duração de sintomas da gripe e resfriado;
  • Propicia duração reduzida de sintomas relacionados a congestão nasal;
  • Modula a resposta mediada por anticorpos (IgE);
  • Atua favoravelmente na prevenção de doenças oportunistas.
(Jensen et al., 2011; Jensen et al., 2008; Moyad et al., 2010)

Bio-MAMPs (paraprobióticos)

Bio-mamps são fragmentos ativos de cepas probióticas (lisado proteíco), ou seja, são obtidos por processos biotecnológico para permitir a viabilidade de sua ação.

A princípio, são fragmentos ativos de cepas próbioticas e possui altas concentrações de unidades formadoras de colônia (UFC). MAMPS, define-se como padrões moleculares associados a microrganismos.

Os Bio-MAMPS de acordo com as suas propriedades, não só podem promover estímulo da imunidade como também atuar na modulação da resposta inflamatória. As espécies utilizadas são Lactobacillus e Bifidobacterium. Os paraprobióticos (Bio-MAMPS) todavia possui uma associação de cepas vivas e mortas com capacidade de influenciar na imunomodulação do sistema imune.

(Literatura técnica do fornecedor: Lemma; Sugawara et al., 2016; Singh et al., 2016)

Mecanismo de ação

Entre os seus mecanismos estão, reduzida ação de agentes pró-inflamatórios, induzidos por lipolissacarideos (LPS) e com aumento de moléculas com potencial anti-inflamatório.

A modulação da resposta inflamatória pode ser promovida com o propósito de levar a homeostase dos níveis de interleucina-10 (IL-10), denfesina-beta (denfesina-β) e outras citocinas pró-inflamatórias, além disso, ainda consegue atuar na modulação da resposta inflamatória.

Os paraprobióticos podem ainda estimular função imune intestinal. Dessa maneira seus efeitos na imunomodulação do sistema imune estão relacionados a supressão de citocinas pró-inflamatórias e modulação da resposta mediada por linfócitos T, tendo como resultado, elevação da capacidade de adaptação da resposta imune por aumentar níveis de IgA, não só elevar a expressão de genes, mas também aumentar a capacidade fagocítica e  por fim ainda pode exibir efeito na regulação do metabolismo intestinal, certamente sendo, suplementação para reforço do sistema imune.

(Deshpande et al., 2018; Sugawara et al., 2016)

Cepa

Propriedade

Bio-MAMPs L. acidophilus Anti-inflamatória
Bio-MAMPs L. acidophilus Potencial antialérgico e anti-inflamatório
Bio-MAMPs L. paracasei Potencial antialérgico (Modula resposta por IgE)
Bio-MAMPs L. helveticus Previne infecções
Bio-MAMPs L. gasseri Atividade antimicrobiana e anti-inflamatório
io-MAMPs B. lactis Imunomodulação
Bio-MAMPs S. thermophilus Antialérgico e imunomodulação

Benefícios dos Bio-MAMPs

  • Imunodulação do sistema imune;
  • Estimula ativação de células Natural Killer e linfócitos T;
  • Capacidade de modular a imunidade intestinal;
  • Modulação da resposta inflamatória;
  • Homeostase do metabolismo e função intestinal.
(Deshpande et al., 2018; Sugawara et al., 2016)

Indicação

  • Melhora a imunidade e resposta contra diferentes patógenos;
  • Melhora o desenvolvimento e função intestinal;
  • Pode atuar na prevenção de infecções;
  • Melhora quadros de doenças alérgicas;
  • Auxilia no tratamento de doenças inflamatórias e alérgicas.
(Deshpande et al., 2018; Sugawara et al., 2016)

Você precisa estar logado para ver este conteúdo.
Após análise do cadastro, a Farmácia Artesanal se reserva no direito de não autorizar o acesso ao conteúdo técnico.
Conforme a RDC23/2008, art. 36 – Para a divulgação de informações sobre medicamentos manipulados é facultado às farmácias o direito de fornecer, exclusivamente, aos profissionais habilitados a prescrever.

Referências

Na escrita do post fizemos o uso de algumas referências de literaturas que se encontram nete link Referências post.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.