CoffeeSkin - Farmácia Artesanal Inovação
5162
post-template-default,single,single-post,postid-5162,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,translatepress-pt_BR,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
CoffeeSkin - grãos de café

CoffeeSkin

Compartilhe esse Artigo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O CoffeeSkin é um composto rico em fito componentes (compostos fenólicos e bioflavonóides) exerce atividade antioxidante, normalizam o equilíbrio celular e conferem uma proteção avançada. Seus principais componentes são extrato de café (Coffea arábica), succinil rutina e carcinina.

    • Extrato de café (Coffea arábica): constituídos por taninos, compostos fenólicos e ácido clorogênico e cafeína atuam como agentes fotoprotetores com ação suplementar ao protetor solar. Os compostos fenólicos possuem reconhecidas propriedades antioxidantes, protegendo a integridade celular contra o ataque dos radicais livres, ainda tem o potencial de inibir certas reações inflamatórias cutâneas, além de atuar como potente vasoconstritor, reduzindo o fluxo sanguíneo da pele altamente reativa, tem também ação sobre na redução da vermelhidão e edemas
    • Succinil rutina: O succinil rutina é um derivado estável e hidrossolúvel do bioflavonóide rutina, amplamente reconhecido pela sua ação benéfica sobre a permeabilidade dos capilares superficiais, atividade anti-inflamatória e antioxidante. Potencializa os microvasos e capilares, impedindo assim, a formação de edemas e eritemas fotoinduzidos.
    • Carcinina: é um antioxidante fisiológico, pois atua em alvos hidrofílicos e lipofílicos ao mesmo tempo, protegendo amplamente a célula. É uma molécula estável com maior resistência a degradação enzimática e consequentemente ação prolongada. Diferentemente dos antioxidantes convencionais, a carcinina protege o colágeno da glicação (reticulação) e DNA celular (ALLUIS et al., 2000; KHALIFA, 1983; BRIVIBA & SIE, 1994).

 

Aplicação e benefícios

    • Ação bio-protetora sobre células;
    • Reduz danos causados pela fotoexposição;
    • Redução das reações inflamatórias e reações de sensibilidade;
    • Ajuda na Sensibilização após procedimentos dermatólogicos;
    • Diminuição de edema e vermelhidão;
    • Restaura o tecido cutâneo;
    • Utilizados para produtos específicos para a área dos olhos.

 

Proteção da carcinina contra a apoptose celular foto-induzida expressos em % comparados a células-controle irradiadas.

Compara-se a Vit E e a Aminoguanidina, observar-se maior efeito anti-glicação da carcinina, enquanto a Vit E se mostra inespressiva.

Devido ao alto teor de agentes antioxidantes naturais (polifenóis, bioflavonóides e carcinina) o CoffeeSkin promove uma ação bioprotetora sobre as células e reduz os danos celulares foto induzidos. Reduz as reações inflamatórias, a vermelhidão e o desconforto da pele sensível, reativa e/ou fragilizada por procedimentos dermatológicos (peeling, laser) ou cirúrgicos (pré e pós-operatório) devido a sua potente ação descongestionante (complexo de cafeína natural + cafeína vetorizada) (BRIVIBA & SIE, 1994; BRUNETON, 1999).

A ação de CoffeeSkin sobre a glicação ocorre por meio de preservação de proteínas como colágeno, impedindo a perda de elasticidade e envelhecimento precoce da pele através de redução da hidroperoxidação de ácidos graxos. Protege as proteínas contra a oxidação originária de aldeídos tóxicos. Reduz ainda a fragmentação do DNA de forma dose dependente, impede ainda a apoptose celular por foto indução.

Estudos

A ação protetora da carcinina sobre o superóxido dismutase (SOD) natural da pele foi demonstrada sobre uma fração cutânea (epiderme-derme) irradiada com raios UVA e UVB medida através da cinética da redução do citocromo C através de O2-.

Resultado: demonstrou a carcinina tem ação na reparação do tecido cutâneo em até 43 % a pele, devido a sua ação antioxidante contra degradação fotoinduzida.

 

 

 

Referências
    1. ALLUIS, B. PÉROL, N. AJÍ, H.;DANGLES, O. Water-soluble flavonol (=3-hydroxy-2-
    2. phenyl-4H-1-benzopyran-4-one) derivates: chemical synthesis, colouring and antioxidant
    3. Helvetica Chimica Acta, 83, 428-43, 2000.
    4. BRIVIBA, K & SIES, H. Nonenzymatic antioxidant defense systems. In: FREI, B. Natural
    5. Antioxidants in human health and disease. California: Academic Press., 107-28, 1994.
    6. BRUNETON, J. Flavonoids. In: Pharmacognosy – phytochemistry medicinal plants. 2nd ed.,
    7. London: Intercept Ltd. 225-405, 1999.
    8. KHALIFA, T. I. MUHTADI, F. J. HASSAN, M.M.A. Rutin. In: FLOREY, K. Analytical
    9. Profiles of Drug Substances. New York: Academic Press, 12, 623-75, 1983.
    10. Literatura do próprio fabricante.

 


Compartilhe esse Artigo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •