Cardiologia metabólica - Modelo de coração

Recuperação do aporte energético em casos de ICC e Isquemia

A cardiologia metabólica aborda o tratamento ou suporte terapêutico com o uso de aporte nutricional, levando à preservação e promoção de energia e induzindo melhorias na função cardíaca nos pacientes acometidos por insuficiência cardíaca congênita (ICC) e nos distúrbios isquêmicos. Os distúrbios isquêmicos estão envolvidos na redução do aporte sanguíneo e/ou bombeamento deficiente para todo o corpo.

A insuficiência cardíaca congestiva (ICC) está relacionada ao bombeamento inadequado de sangue para todo o corpo, podendo ocorrer acumulo de sangue em órgãos como pulmão, membros inferiores e superiores, levando a edema nestes locais. Com o passar do tempo a ICC pode piorar, tornando-se de difícil tratamento ou controle.

O tratamento para essas condições alteradas no sangue e no tecido cardíaco visa a prevenção de danos ainda piores. Uma das opções terapêuticas é a administração de nutracêuticos para promover recuperação do aporte energético nos casos de ICC e isquemia.

Intervenções metabólicas direcionadas

A cardiologia metabólica incorpora intervenções metabólicas direcionadas, com a intenção de promover substratos energéticos ao tecido cardíaco de modo que as células recebam maior quantidade de energia e, assim, promove melhor aporte de sangue e oxigenação aos tecidos.

Algumas substâncias são indicadas para populações de risco ou pacientes em qualquer fase da ICC já instalada, como por exemplo:

D-Ribose – Pomove níveis adequados de energia (ATP) para as células manterem sua funcionalidade e integridade.

L-Carnitina  –  Tem ação na facilitação da β-oxidação que consequentemente levará a produção de ATP pela mitocôndria.

Magnésio – Promove proteção do deposito de cálcio nas células endoteliais e ainda causa o relaxamento do endotélio, conseguindo ainda desenvolver a produção de ATP.

Coenzima Q10 Mantém níveis ideais de ATP para o bom funcionamento da mitocôndria na eliminação de espécies reativas ao oxigênio (ROS).


Você precisa estar logado para ver este conteúdo.
Após análise do cadastro, a Farmácia Artesanal se reserva no direito de não autorizar o acesso ao conteúdo técnico.
Conforme a RDC23/2008, art. 36 – Para a divulgação de informações sobre medicamentos manipulados é facultado às farmácias o direito de fornecer, exclusivamente, aos profissionais habilitados a prescrever.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp