Ácido alfa-lipoico

 

O Ácido Alfa Lipóico atua como co-fator de inúmeras enzimas envolvidas na produção de energia, possui propriedades antioxidantes, combatendo os radicais livres e protegendo as células da oxidação. Além de combater os radicais livres, ele regenera os tecidos lesados.

 

Estudos Científicos

Em um estudo, um grupo de ratos recebeu uma dieta controle e o outro grupo uma dieta contendo Ácido Alfa Lipóico (ALA), esses ratos foram irradiados (cérebro). Ao final do estudo, conclui-se que os ratos que receberam a dieta contendo ALA apresentaram menos danos no cérebro em comparação aos que receberam a dieta controle.  (1)

Pharmacol Biochem Behav. 2012 Oct 7. pii: S0091-3057(12)00279-1.

 

O estudo avaliou o efeito do Ácido alfa-lipóico para a neuropatia periférica sintomática em diabéticos. Quando administrado por via intravenosa, na dose de 600 mg / dia durante um período de 3 semanas, ácido alfa-lipóico leva a uma redução significativa e clinicamente relevante na dor neuropática (grau de recomendação A). (2)

Int J Endocrinol. 2012;2012:456279. Epub 2012 Jan 26.

 

Neste estudo, α-lipóico exibiu notáveis efeitos neuroprotetores por via de um mecanismo de intervenção da disfunção mitocondrial, estresse oxidativo dependentes de vias apoptóticas. Combinação de α-lipóico pode diminuir efeitos tóxicos e deletérios  da L-dopa. Em conclusão, α-lipóico pode ser recomendado como um tratamento modificador da doença quando administrado com L-dopa no início do curso da doença de Parkinson. (3)

Neurosci Res. 2011 Dec;71(4):387-95. Epub 2011 Aug

 

O estudo analisou os antioxidantes que têm sido mostrados para proteger contra depósito de β amilóide peptídeo no cérebro que caracteriza-se por Doença de Alzheimer induzida por estresse oxidativo, em particular a vitamina E, ácido ferúlico, polifenóis diferentes, incluindo a quercetina e resveratrol, ácido α-lipóico, ácido N-acetil-L-cisteína (NAC ), a curcumina, epigalocatequina galato (EGCG), e γ glutamilcisteína-etil éster (GEce).  Concluiu-se  que antioxidantes têm  propriedades  de limpeza e capacidade de induzir genes protetores e podem ser utéis no tratamento de Alzheimer. (4)

Curr Alzheimer Res. 2011 Aug;8(5):452-69

 

O estudo analisou os efeitos neuroprotetores de ácido alfa-lipóico e seu análogo amida carregada positivamente. Os resultados demonstraram que o ácido alfa lipóico é um potente protetor de células neuronais contra a citotoxicidade induzida pelo glutamato e stress oxidativo associado.(5)

Free Radic Biol Med. 1999 Jun;26(11-12):1418-26

 

Este estudo analisou a neuroproteção pelo metabólito antioxidante ácido alfa-lipóico. O ácido alfa-lipóico pode ser administrado de forma direta como antioxidante potente. In vitro, animal  e estudos preliminares de humanos indicam que o alfa-lipoato ( metabólito do ácido alfa lipóico)pode ser eficaz em numerosas doenças neurodegenerativas. (6)

Free Radic Biol Med. 1997;22(1-2):359-78

 

O estudo avaliou o pré-tratamento prolongado com ácido alfa-lipóico e se ele protege os neurônios cultivados contra hipóxia, lesão por glutamato, ou induzida pelo ferro. Os resultados indicam que a neuroproteção pelo pré-tratamento prolongado com ácido alfa-lipóico é provavelmente devido às propriedades antioxidantes do mesmo.(7)

J Cereb Blood Flow Metab.1995 Jul;15(4):624-30

Referências Bibliográficas:

Villasana LE,  ET AL , Effects of alpha-lipoic acid on associative and spatial memory of sham-irradiated and (56)Fe-irradiated C57BL/6J male mice, Pharmacol Biochem Behav. 2012 Oct 7. pii: S0091-3057(12)00279-1. doi: 10.1016/j.pbb.2012.09.021. [Epub ahead of prin]

Mijnhout GS, ET Al, Alpha lipoic Acid for symptomatic peripheral neuropathy in patients with diabetes: a meta-analysis of randomized controlled trials, Int J Endocrinol. 2012;2012:456279. Epub 2012 Jan 26.

Abdin AA, Sarhan NI, Intervention of mitochondrial dysfunction-oxidative stress-dependent apoptosis as a possible neuroprotective mechanism of α-lipoic acid against rotenone-induced parkinsonism and L-dopa toxicity, Neurosci Res. 2011 Dec;71(4):387-95. Epub 2011 Aug 26.

Pocernich CB, Lange ML, Sultana R, Butterfield DA, Nutritional approaches to modulate oxidative stress in Alzheimer’s disease, Curr Alzheimer Res. 2011 Aug;8(5):452-69.

Tirosh O, Sen CK, Roy S, Kobayashi MS, Packer L, Neuroprotective effects of alpha-lipoic acid and its positively charged amide analogue, Free Radic Biol Med. 1999 Jun;26(11-12):1418-26.

Packer L, Tritschler HJ, Wessel K, Neuroprotection by the metabolic antioxidant alpha-lipoic acid, Free Radic Biol Med. 1997;22(1-2):359-78.

Müller U, Krieglstein J, Prolonged pretreatment with alpha-lipoic acid protects cultured neurons against hypoxic, glutamate-, or iron-induced injury, J Cereb Blood Flow Metab. 1995 Jul;15(4):624-30

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp