Bio-Mamps - Mulher gripada

Os paraprobioticos são utilizados na terapêutica com padrões moleculares associados a microrganismo (MAMPSs).

Seus benefícios e ações estão relacionados com a interação entre o sistema imunológico e os fragmentos de cepas de probióticos não viáveis. Os Bio-MAMPs são fragmentos ativos de lisados de proteínas obtidos por meio de probióticos que contem elevada concentração.

A imunomodulação acontece por meio de ligação de estruturas contidas nos Bio-MAMPs a moléculas do sistema imune e, assim, desencadeia resposta e efeitos pertinentes às propriedades de cada espécie e no tecido de atuação conforme a capacidade apresentada

(Dash et al., 2015; SINGH et al., 2016).

Interação dos Bio-MAMPs e sua atuação no organismo

As cepas utilizadas (MAMPs) quando reconhecidas pelos receptores presentes nas células de defesa provocam a imunomodulação. Os MAMPs possuem elevada concentração de unidades formadoras de colônias (UFC) e recebem um tratamento a altas temperaturas para viabilizara a liberação de seus fragmentos ativos que exerceram sua ação e interação com moléculas do organismo.

A atuação dos Bio-MAMPs no organismo estão ligadas à:

    • Atividade anti-inflamatória;
    • Atividade antialérgica;
    • Diminuição de quadros de infecções;
    • Ao efeito antimicrobiano;
    • Melhora da imunidade;
    • Ação sobre a atividade intestinal.

A interação dos Bio-MAMPs com os tecidos endógenos propicia seus benefícios e ajuda no tratamento de distúrbios e alterações nas respostas do organismo aos ataques e danos sofridos pelos diversos processos de metabolismo e na mediação de resposta. As vantagens com a utilização de Bio-MAMPs são diversificadas (CHUANG et al, 2007).


Você precisa estar logado para ver este conteúdo.
Após análise do cadastro, a Farmácia Artesanal se reserva no direito de não autorizar o acesso ao conteúdo técnico.
Conforme a RDC23/2008, art. 36 – Para a divulgação de informações sobre medicamentos manipulados é facultado às farmácias o direito de fornecer, exclusivamente, aos profissionais habilitados a prescrever.

Referências

Na escrita do post fizemos o uso de algumas referências de literaturas que se encontram neste link Referências post.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp